Minha Casa, Minha Vida para o Servidor
 
     
 

Funcionários públicos municipais podem adquirir casa própria
Financiamento é por meio do programa federal “Minha Casa, Minha Vida”

Atendendo uma solicitação da secretária de Habitação e Meio Ambiente (Sehma), Maria Rosinda Campos Johns, a Tecnocal Construtora e Incorporadora disponibilizará 50%, ou seja, 30 dos 60 apartamentos do Residencial Praia de Itacaré, para funcionários públicos municipais. O empreendimento imobiliário é o primeiro, em Praia Grande, que possibilita financiamento por meio do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal. O prédio, previsto para ser entregue em dezembro de 2010, fica na Rua Audália Gomes Pereira, 393, Bairro Guilhermina.

“A aquisição da casa própria é um sonho para todo mundo. E a Secretaria tem buscado desenvolver projetos habitacionais, voltados também para o funcionalismo público”, afirmou a titular da pasta. “No começo dessa semana estive reunida com o representante da empresa e aproveitei o momento para solicitar que a construtora beneficiasse os servidores municipais”.

Segundo Rosinda Campos, este empreendimento atenderá funcionários com faixa de renda de três a dez salários mínimos federais (R$ 1.395,00 a R$ 4.650,00). “Queremos diagnosticar o perfil da renda familiar dos nossos funcionários, para definirmos ações de trabalho que possam contemplar os servidores. Além disso, queremos aproveitar para atender os que moram ou trabalham no nosso Município”. A secretária comentou ainda que a empresa Tecnocal estuda lançar outros projetos, voltados para este mesmo público.

Nos próximos dias, a Sehma passará para os funcionários as informações necessárias. “Enviaremos uma ficha cadastral para as demais secretarias do município, para que elas divulguem para os seus servidores. Além disso, entrarei em contato com a Secretaria de Administração para vermos a possibilidade de passarmos detalhes por meio dos holerites”, definiu Rosinda Campos.

O empreendimento conta com imóveis em dois tamanhos: o maior, com 62 metros quadrados, tem dois dormitórios (ambos suítes), sala, cozinha, banheiro, área de serviço e sacada. O menor, de 57 metros quadrados, também tem suíte, porém sem sacada. O prédio conta com estacionamento, salão de jogos e festas, área para recreação, acesso para deficiente físico e dois elevadores.

Simulação – Se uma família, com renda de R$1.830,00, quiser adquirir um apartamento no valor de R$ 98.820,00, terá de dar uma entrada no valor de R$ 9.168,00. A Caixa Econômica Federal fica com o subsídio complemento, na quantia de R$ 16.452,00. O restante (R$ 73.200,00) pode ser parcelado em até 300 meses (25 anos), com mensais de R$ 549,00, no primeiro ano.

Vale lembrar, que os valores variam conforme a renda familiar e o preço do imóvel pretendido.

De zero a três salários – A secretária ainda informou que estão em andamento projetos voltados para a população e os funcionários municipais, com renda familiar de zero a três salários (até R$ 1.395,00). “Primeiro estamos selecionando as áreas públicas disponíveis na Cidade, para apresentar à Caixa Econômica (CEF). A instituição federal passará para as empresas parceiras e estas analisarão o interesse de construir no Município”.

Observação: Nas questões de restrição, a secretaria de Habitação orienta que não há em relação a SPC SERASA e que todos funcionários mesmo que seja contratado ou comissionados poderão participar.
As fichas cadastrais deverão ser requeridas nas devidas secretarias que o funcionário esta lotado.

 
Desenvolvimento e Hospedagem:
COLETIVA WEB

Av. Brasil, 600 - 9º andar - Boqueirão
Praia Grande/SP - CEP 11701-090
Tel.: (13) 3499.1300
E-mail: contato@sindicatopraiagrande.org